Infelizmente, como todos nós sabemos o país está a ultrapassar uma crise económica difícil que se reflecte na carteira de todos os portugueses.

No entanto, isso não é motivo para cruzar os braços, abdicar de uns dias de férias e ficar a deprimir e a dormir sobre o assunto fechados em casa. No meio de tanta coisa triste todos nós precisamos de uns dias de férias para relaxar e descansar.

Por isso vou deixar aqui dez dicas para ter umas férias económicas ou como está na moda agora “férias low cost”.

O truque para tudo na vida é ser criativo, por isso mãos à obra.

  1. Delimite o seu orçamento: Faça as contas e veja qual o dinheiro que pode gastar nas suas férias. Não gaste mais do que tem. O objectivo das férias é melhorar o seu estado de espirito e não adquirir dívidas que no futuro lhe podem tirar o sono.
  2. Planeie as suas férias com antecedência: Esta é uma dica bastante útil pois se começar a planear as suas férias com tempo normalmente consegue encontrar preços mais acessíveis em termos de bilhetes e pacotes promocionais e assim consegue poupar algum dinheiro.
  3. Compare preços: Nunca se fique apenas por uma opção, pesquise e veja várias hipóteses até encontrar aquela que compense mais na relação qualidade/preço.
  4. Vá para fora cá dentro: O objectivo das férias é descansar. Por isso se não possui um orçamento muito grande opte por fazer férias dentro do país ou na casa de um familiar.
  5. Compre pela internet: Embora algumas pessoas se mostrem reticentes, a internet é um meio cada vez mais comodo, eficaz e barato de planear as suas férias. Desta forma poderá encontrar preços mais atractivos e com taxas reduzidas ou até mesmo nulas.
  6. Leve o máximo que conseguir: Ou seja, leve na sua mala tudo o que poder de forma a não ter de gastar dinheiro desnecessário com certas coisas quando chegar ao seu destino. Caso vá de avião tenha em atenção o peso da sua mala para não o ultrapassar. Não queremos ajudar de um lado para estragar do outro.
  7. Opte por acampar: Muitas vezes esta é a solução ideal para ter umas férias divertidas a um baixo custo. Para além de que lhe proporciona o contacto com a natureza o que só trás benefícios para a sua saúde. Caso tenha filhos pequenos este ficam com uma maior liberdade para brincar.
  8. Flexibilidade de horários: Se não tiver filhos em idade escolar e tiver facilidade em escolher o seu período de férias escolha a denominada época baixa pois nessa altura pode ir para o seu destino de sonho a um preço muito mais atractivo e compensatório.
  9. “Trocar” de casa: Esta é uma nova tendência que ajuda muito a poupar algum dinheiro e existem diversos sites que se dedicam a este “negócio”. Se por exemplo quiser ir para Londres basta pesquisar e encontrar um casal que queira vir fazer férias a Portugal. Combinam as condições e “trocam” de casa durante o período de férias. Este é um processo que trás vantagens para ambas as partes.
  10. Utilize o sofá: Outra das novas forma de poupança é o chamado “couchsurfing” que como o próprio nome indica significa surfar entre sofás. Ou seja, existem algumas pessoas que oferecem as suas casas para acolher turistas e viajantes a custo zero e que até lhes mostram a cidade e os seus pontos de referência. Assim pode poupar no alojamento e conhecer bem o sítio onde vai passar o seu tempo de descanso.

No que toca a férias não importa se vai para um grande destino turístico ou para a cidade que fica a 100 quilómetros de sua casa. O que importa é que se divirta e saía da rotina com as melhores opções económicas.

Booking.com