Vista do Funchal

A Ilha da Madeira é um destino com clima ameno durante todo o ano e um relevo montanhoso que oferece vistas de tirar o fôlego. Alguns dos pontos mais altos de Portugal estão na Madeira, e admirar o nascer ou o pôr do sol a partir de uma dessas montanhas é uma experiência que qualquer viajante deve viver.

Por ser uma pequena ilha, com uma área de apenas 740 metros quadrados, a Madeira tem uma vantagem: alugando um carro, é possível passear por todo seu território e conhecer vários pontos turísticos importantes em pouco tempo.

O roteiro completo pela Madeira começa no Funchal, a capital do arquipélago, uma pitoresca cidade que combina a natureza da ilha – com suas montanhas e jardins floridos – com uma grande variedade de opções gastronómicas de alto nível e hotéis luxuosos. É onde se pode alugar um carro para encarar essa aventura e onde desembarcam passageiros vindo de grandes cruzeiros durante todo o ano.

Centro do Funchal

A oferta cultural de Funchal é vasta: é lá que está o Museu CR7, em homenagem ao jogador Cristiano Ronaldo, nascido na ilha, o Museu do Bordado, onde é possível descobrir mais sobre o famoso bordado madeirense, e a belíssima Fortaleza de S. Tiago, uma construção do século 17.

Museu CR7

A primeira paragem é o Curral das Freiras, que fica no coração da ilha. Rodeado por enormes montanhas, a pequena vila cresceu num vale criado por uma erosão causada por vulcões e foi o refúgio de freiras que escapavam dos piratas no século 16. Eira do Serrado e o Paredão são alguns dos pontos altos das montanhas que cercam a cidade, que oferecem as melhores vistas.

Depois, é a vez de Câmara de Lobos, que dá as boas vindas com um lindo cenário de pequenos barcos coloridos ancorados na sua praia. A pesca é a principal atividade e, por isso, não faltam bares e restaurantes para saborear os frutos do mar da região, como o famoso peixe-espada preto.

Câmara de Lobos

Seguindo em direção ao oeste da ilha, chegamos a Cabo Girão, um dos icónicos miradouros locais, famoso pelo seu passeio de vidro a 580 metros de altura – um dos mais altos da Europa. O lugar tem vista para o mar e para a cidade de Funchal, e também conta com um café para uma refeição rápida. A atração é gratuita.

Continuando na costa sul da ilha, a próxima paragem é Ribeira Brava. Este ponto é perfeito para explorar um pouco da história religiosa da ilha, visitando a Igreja de São Bento, construída no século 15. Em junho, a pequena vila recebe uma das romarias mais conhecidas do país em honra a São Pedro, padroeiro da Madeira.

Se o turismo religioso não lhe interessa, pode continuar a viagem rumo à Ponta do Sol, um dos balneários mais importantes do destino. Pela sua posição geográfica, aqui é o lugar onde o sol brilha por mais horas e também onde a temperatura é mais alta: o cenário ideal para um mergulho no Atlântico.

Ponta do Sol

O roteiro continua pela Calheta, uma praia artificial de areia dourada, onde fica um engenho de cana-de-açúcar que é perfeito para provar a aguardente madeirense. Depois, é possível subir até o Paúl da Serra, o maior e mais extenso planalto da ilha, que oferece belas vistas dos arredores.

A próxima paragem é Porto Moniz, com suas icónicas piscinas naturais. São formadas por rochas vulcânicas onde o mar entra naturalmente, e são de uma beleza deslumbrante. A poucos quilómetros dali está outra maravilha do litoral: a praia de areia negra de Seixal, um visual diferente para quem está habituado com as praias de outras latitudes.

A viagem passa então por Ponta Delgada, local que regista as temperaturas mais altas da costa norte da ilha. Percorre-se uma das estradas mais bonitas da ilha, a ER101, que passa por vilas típicas, como São Jorge e Ribeira Funda, e miradouros incríveis, como o Arco de São Jorge. Na estrada, vale parar para comprar frutas locais, como a banana da Madeira, diretamente dos produtores.

Ponta Delgada

O itinerário faz uma paragem em Santana, onde casinhas coloridas triangulares são o cartão-postal. Embora hoje em dia haja poucas dessas construções tradicionais – já que os moradores estão a modernizar as suas casas – ainda é possível encontrar algumas delas e até mesmo visitar o seu interior.

Casa Típica em Santana

Antes de voltar ao Funchal e finalizar a aventura, não perca a oportunidade de passar pela Ponta de São Lourenço, no extremo nordeste da Madeira, o lugar ideal para amantes da caminhada.

Com opções de trilhos de até seis horas de duração e miradouros como o Ponta do Rosto, um dos mais famosos da ilha, tem paisagens perfeitas para fotografar e levar incríveis imagens como recordação da viagem.

Booking.com